Aço para as montadoras vai subir preço em 50%

Seguem as negociações das siderúrgicas nos contratos de longo prazo com todas as montadoras nacionais e a preocupação com o reajuste de preços é alto

Carlos Loureiro, presidente do Inda: "O pessoal ainda está negociando...Acredito em um aumento de no mínimo ao redor de 50% a 60%"

O Inda é o instituto que reúne as distribuidoras de aços planos usados nas montadoras automotivas. Loureiro alega que um “volume considerável” de aço importado nos últimos meses foi feito com preço maiores.

Ele completa dizendo que esse produto importado mais caro ainda não teve seu preço internalizado. Segundo ele, o porto de São Francisco do Sul (SC) pode ter material importado estocado em um volume de ordem de "150 mil a 400 mil toneladas".

Hoje, o preço negociado é de 6% a 10% abaixo do que foi no nível mais alto. Além disso, a paridade chegou a ficar negativa mas agora já é aproximadamente 10% positiva"