Os elétricos vão garantir nosso futuro com menos poluição. Porém, há outras questões importantes que normalmente não estão em pauta e vamos analizá-las.

Fabricas desesperadas: Elas tem apenas nove anos para transformar as fábricas para  produzir 100% de veículos elétricos, que hoje representam apenas 6% do volume.

Fabricas desesperadas: Boa parte da Europa será obrigada a suspender a fabricação de veículos com motor a combustão até 2030.

Ameaça ao trabalhador: Construir um elétrico demanda 30% menos  trabalho envolvido. São apenas 11mil componentes, ao inves de 30mil num convencional

Ameaça ao trabalhador: A extinção dos veículos a combustão vai acabar com as fábricas que fornecem motores a gasolina, radiadores, câmbios, velas, injeção eletrônica.

O custo das baterias: 40% do custo total está nas baterias. Considerando que a produção vai crescer muito, deve faltar matéria prima para o componente.

O custo das baterias: 50% da reserva de cobalto está na República Democrática do Congo e 75% do lítio na Bolívia, Chile e Argentina.