Klara Castanho pede R$ 100 mil em processo contra Antonia Fontenelle

Fique por dentro:

A atriz Klara Castanho quer R$ 100 mil em indenização por danos morais no processo contra Antonia Fontenelle, de acordo com informações do colunista Ancelmo Góis, do jornal O Globo. 

Fotos: Reprodução/Divulgação internet

O processo foi movido por conta das declarações feitas pela influenciadora digital sobre o caso da entrega de um bebê para adoção feito pela atriz. 

Fotos: Reprodução/Divulgação internet

A gravidez foi decorrente de um trauma, e a entrega ou aborto, neste caso, são direitos garantidos por lei. 

Fotos: Reprodução/Divulgação internet

A petição inclui o seguinte trecho: “Diante das gravíssimas ofensas comprovadas contra a autora, não restam dúvidas de que...”

Fotos: Reprodução/Divulgação internet

“No presente caso, estão preenchidos todos os pressupostos para condenar a Ré ao pagamento de danos morais no valor R$ 100.000,00”.

Fotos: Reprodução/Divulgação internet

Na última segunda-feira (18), Klara sofreu a primeira derrota na Justiça após a divulgação do caso. 

Fotos: Reprodução/Divulgação internet

Ela usou a via judicial para exigir que o referido vídeo de Fontenelle fosse retirado do ar. 

Fotos: Reprodução/Divulgação internet

Em 24 de junho, a youtuber publicou um registro em que fala sobre o caso da jovem atriz sem citar seu nome, porém, com referências ao caso.

Fotos: Reprodução/Divulgação internet

O pedido foi negado pela juíza Flávia Viveiro de Castro, da 2ª Vara Cível da Barra. De acordo com a magistrada, a retirada das declarações “seria uma espécie de censura”. 

Fotos: Reprodução/Divulgação internet

No texto, a juíza também explica porque decidiu retirar o processo do sigilo. “Os fatos relatados neste processo são de conhecimento público.” 

Fotos: Reprodução/Divulgação internet

“Inclusive no que diz respeito às declarações publicadas pela ré, que, pelo que se viu no YouTube para poder decidir a tutela antecipada, no primeiro momento não revelou o nome da autora em suas críticas. Desta forma, não se justifica o segredo de justiça”, escreveu.

Fotos: Reprodução/Divulgação internet

No vídeo em questão, Fontenelle criticou a decisão da atriz de entregar o bebê para adoção, com a justificativa de que ela havia cometido o crime de “abandono de incapaz”. 

Fotos: Reprodução/Divulgação internet

A atriz se posicionou de forma oficial em 26 de junho, em uma carta aberta. 

Fotos: Reprodução/Divulgação internet

Castanho conta que, além de ter engravidado após ser vítima de trauma, sofreu vários outros tipos de situações mal intencionadas, inclusive na unidade de saúde em que deu à luz.

Fotos: Reprodução/Divulgação internet

Créditos do conteúdo

Fotos: Divulgação Reprodução Internet

Edição: Gabrielle Moura

Fonte: Isto é Gente