Kers Wee – Elétrico nacional abaixo de R$ 100 mil

A Kers Tecnologia em Mobilidade Sustentável é uma fabricante de carros elétricos nacional e revelou essa semana o projeto Wee, um modelo Subcompacto 100% elétrico de 3 rodas, proposta urbana e autonomia de até 400km. O andamento do projeto depende de investidores, mas a projeção é de que o modelo comece a ser produzido em Maringá(PR) já em 2022.

Kers Wee Imagens

Kers Wee - Elétrico nacional abaixo de R$ 100 mil
Kers Wee – Elétrico nacional abaixo de R$ 100 mil
Kers Wee - Elétrico nacional abaixo de R$ 100 mil
Kers Wee – Elétrico nacional abaixo de R$ 100 mil

O Kers Wee leva apenas duas pessoas em trajetos urbanos e além de ser totalmente elétrico, terá até condução semiautônoma. Destaque para a preocupação com o baixo custo de produção, usando apenas componentes produzidos no Brasil, fazendo com que o modelo custe até 60% menos do que um elétrico de baixo custo importado.

 Por enquanto, o Kers Wee é apenas um protótipo feito em fibra de vidro, ainda sem detalhes divulgados sobre processo de construção, motores ou baterias. A única informação divulgada até então, é que serão duas versões com autonomia de 100km ou 400km de autonomia com uma carga completa e que a velocidade máxima é de 100km/h.

O modelo mira diretamente no elétrico mais barato vendido atualmente em nosso mercado, o JAC e-JS1, que custa a partir de R$ 159.900. Isso porque o processo de construção do Kers Wee fará ele ser posicionado abaixo dos R$ 100 mil. A briga no segmento elétrico de entrada deve ter um novo concorrente de peso, já que o Renault Kweed está a caminho em 2022.

Marcos Cordiolli, secretário de Inovação, Aceleração Econômica, Comunicação e Turismo de Maringá, garante que a Kers está decidida a se instalar na cidade, nas pretende divulgar os detalhes do processo apenas após o aporte dos investidores. O maquinário para linha de montagem modular já foi adquirido pela Kers e conta com a consultoria dos engenheiros da Karmann-Ghia, com a intenção de produzir 10.000 unidades por ano.

Veja também: Carro elétrico – O lado ruim que ninguém conta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.