Fiat Pulse vai atrasar

O grande lançamento da Stellantis, o Fiat Pulse, vai atrasar. A crise de semi condutores continua impactando profundamente a indústria automobilística nacional e por esse motivo a montadora decidiu adiar por 2 meses o início da produção do primeiro SUV da marca. Além disso, a falta de plástico também ajudou a montadora a tomar a decisão.

Desde o início do projeto o SOP (“start of production”, expressão usada para designar quando se começa a fabricar um veículo em série) estava prevista para setembro o início da produção, mas isso não aconteceu. Até agora apenas as unidade pré-série foram produzidas.

O lançamento tem gerado muita curiosidade do grande público, o que provavelmente se transformará em bons números em vendas. O primeiro SUV da FIAT vai usar o motor 1.3 Firefly aspirado 8V flex de até 109 cv com câmbio manual ou CVT nas versões de entrada 1.3 Manual, Drive 1.3 AT (CVT) e Drive TF200.

Já a configuração topo de linha vai usar o inédito 1.0 GSE T3, um três-cilindros 12V turboflex com injeção direta de combustível e sistema MultiAir. A potência deve estar em 130cv com 20,4kgfm de toque com câmbio automático de 6 velocidades para as versões Impetus TF200 e Audace TF200.

O Fiat Pulse vai atrasar, mas com preços entre R$ 85.000 e R$ 110.000, VW Nivus e Caoa Chery Tiggo 3X podem se preparam para uma bela briga pelo conquistar o cliente.

Deixe uma resposta