Verstappen e Hamilton batem no GP da Itália
Verstappen e Hamilton batem no GP da Itália

Verstappen alega inocência, mas foi responsabilizado e punido após acidente

O acidente entre Hamilton e Verstappen aconteceu na 26ª volta do GP da Itália nesse domingo (12). Max Verstappen vinha atrás de Lando Norris na reta dos boxes quando encontrou Lewis Hamilton saindo dos boxes. Ambos entraram na curva 1 muito próximos um do outro, e ao passar sobre as lombadas o carro da RBR subiu na Mercedes de Hamilton. O incidente levou os dois carros para fora da pista e decretou o fim da prova para ambos.

Verstappen foi direto ao acusar o heptacampeão de forçar o choque que tirou a dupla da disputa: “Hamilton passou da linha branca na saída do pitlane e eu tive que ir para a parte verde da pista para não batermos. Dei a volta por fora. E, claro, ele percebeu que eu estava indo para lá. Então ele continuou me pressionando. Não esperava que ele continuasse a me espremer, espremer, e espremer, porque nem precisava” justificou Max.

Após o acidente, o piloto holandês reclamou pelo rádio que Hamilton não lhe deixou espaço e sustentou esse posicionamento em uma postagem nas redes sociais. “Hoje foi muito infeliz. O incidente poderia ter sido evitado se tivessem me deixado espaço suficiente para fazer a curva. Você precisa de duas pessoas para fazer esse trabalho e eu sinto que fui espremido para fora da pista. Ao competir entre si, essas coisas podem acontecer, infelizmente.”

Entretanto, o documento divulgado pela FIA, declara que Verstappen violou o artigo 2 do regulamento da categoria, além de mencionar que Hamilton, ao sair do pit lane, estava “significantemente longe” do piloto da RBR, que freou tardiamente e não deu espaço para o rival da Mercedes. A conclusão dos comissários da prova é que o heptacampeão seguiu uma trajetória que visou evitar o contato com Max, embora considerem que Hamilton poderia ter pilotado longe das lombadas. Mesmo assim, o fator determinante para a decisão foi que a posição do britânico era justificável, e o holandês reagiu muito tarde para ter direito à curva. Max foi punido com três posições de largada no grid do GP da Rússia e dois pontos na superlicença.

No acidente entre Hamilton e Verstappen, o piloto britânico teve a roda do carro da RBR sobre sua cabeça, mostrando o quanto o Halo, dispositivo de segurança que protege pescoço e cabeça, evitou maiores consequências. Toto Wolf, chefe da Mercades declarou: ”O halo definitivamente salvou a vida de Lewis hoje. Teria sido um acidente horrível no qual não quero nem pensar se não tivéssemos o dispositivo”

1 COMMENT

  1. A culpa pelo acidente foi do Max , alias ele já tinha tentado a mesma manobra logo na largada mas Hamilton recolheu o carro lhe dando passagem , vai ver que ele achou que isso iria acontecer de novo só que dessa vez Hamilton manteve a trajetória da curva que era sua e O Max Bestapem fez merda de novo.

Deixe uma resposta