Carros

Atualização Beta 10.5 chega aos donos de Tesla

Após críticas por “frenagens fantasma”, Tesla lança atualização do sistema de condução semi-autônoma

O software de condução  Full Sefl-Driving, conhecido como FSD, ganhou uma nova atualização chamada de Beta 10.5. A atualização foi disponibilizada para motoristas selecionados e de acordo com sua pontuação de segurança.

O programa FSD tem assistência ao motorista em Nível 2, permitindo que ele dirija sozinho após receber as coordenadas do destino. Ele não é um programa de condução totalmente autônoma, sendo necessário que o motorista fique atento para assumir o controle a qualquer momento do trajeto.

A atualização melhorou a detecção de VRUs, que são vulnerabilidades no trajeto como pedestres, ciclistas e motocicletas. Além disso, houveram melhorias na detecção de sinal. Para auxiliar na precisão das medições desses recursos, foi usado um novo auto-etiquetador e a inclusão de 165.000 vídeos auto-etiquetados.

 A Tesla tem um verdadeiro batalhão de “rotuladoras”, que revisam os vídeos e fazem as marcações do que é visível, criando dados para os sistemas de aprendizado de máquina.

Nesse vídeo, um funcionário da Tesla mostra o funcionamento da versão FSD Beta 10.5:

Já explicamos nesse webstorie a grave falha que causava “frenagens fantasma” e trazia sérios riscos aos motorista de modelos Tesla. Agora, a versão Beta 10.5 melhorou e agora permite um limite de desaceleração um pouco maior para as situações de curto prazo, o que melhorou significativamente as desacelerações falsas. A lógica FSD foi aprimorada, fazendo o carro permanecer na sua rota e evitando desvios desnecessários.

Clique em PRÓXIMO e veja mais

Deixe uma resposta