Ferrari 296 Gran Turismo Spider (GTS)

A Ferrari 296 Gran Turismo Spider (GTS) foi revelada na terça-feira (19/04) após ser flagrada várias vezes rodando sob camuflagem. Ela chega para aumentar a família de conversíveis da Ferrari, formada por SF 90 Spider, a F8 Spider e a 812 Competizione A. O modelo é irmão da 296 GTB, e tem o charme do teto retrátil que abre e fecha em menos de 15 segundos, além de um sistema híbrido de 830 cv.

Ferrari 296 Gran Turismo Spider
Ferrari 296 Gran Turismo Spider

O teto retrátil da Ferrari 296 Gran Turismo Spider (GTS) é rígido e o processo de acionamento demora apenas 14 segundos e pode ser acionada com o carro em movimento a uma velocidade de até 45 km/h. O modelo tem um vidro ajustável que é bem útil quando a capota está recolhida. Visualmente, o design é igual ao modelo cupê e tem clara inspiração na 250 LM de 1963.

Detalhes dos motores da Ferrari 296 Gran Turismo Spider (GTS)

A parte mecânica também é destaque, já que a montadora volta a usar um motor V6 3.0 biturbo de 663cv de potência, que trabalha junto com um motor elétrico de 167 cv. Esse conjunto motriz híbrido pode render uma potência combinada de 830 cv e 740 Nm de torque. Usando uma transmissão DCT de oito velocidades, o tempo da imobilidade aos 100 km/h é feito em apenas em 2,9 segundos, com a máxima batendo nos 330 km/h.

Este carro ainda se destaca por ter um peso de 1.540 kg e possui quatro modos de direção: eDrive, Hybrid, Performance e Qualify. Sem falar das modificações aerodinâmicas do modelo Assetto Fiorano. Este último se destaca por dar ênfase ao desempenho do veículo. A Ferrari 296 Gran Turismo Spider (GTS) pode rodar por 25 km sem gastar uma gota sequer de combustível, graças a sua bateria de 7,45 kWh. Como opcionais, o esportivo pode vir com pneus de alto desempenho Michelin Pilot Sport Cup2R.

Veja também – Carro elétrico – O lado ruim que ninguém conta 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.